Assistido DC Hero Girls – Heroínas do Ano



Olá de novo!!!!
Fazia um tempinho não é mesmo?

Hoje iremos falar deste primeiro longa desta animação que já esta em sua segunda temporada na net. Uma Web série que está no canal DC Kids (inclusive algumas eles disponibilizam também em português.)

Preconceitos e piadinhas á parte, esta “animação para meninas” (como muitos de nós pensamos) despertou minha curiosidade, se a gente parar e voltar um pouquinho no tempo. A DC/Warner sempre procurou atender a diversos públicos/idades. Vide que de uns tempos pra cá as animações “infantis” tomaram lugar de outras que pareciam longevas.

Vide “Jovens Titãs” que terminou e trouxeram “Ttans Go!” no lugar (onde eles são todos bebês. Mais ou menos), lembremos também de “Justiça Jovem” que mesmo sendo um sucesso, foi cancelado por não vender brinquedos na mesma proporção.

Além das animações “normais” pontuais pra home vídeo, aquelas que são aguardadíssimas quando anunciadas, adaptações de quadrinhos etc.
Temos também outras que saem junto, seja para experimentação ou seja pra criar franquias novas.

É o caso das animações DC /Lego (que são até agora cinco.) das animações “Batman Unlimited” (totalmente voltada pra venda de brinquedos e gadgets) que também possui uma web série em seu canal do You Tube e por fim DC Super Hero Girls que está indo pra sua segunda temporada.


Super Hero Girls se passa em uma cidade-escola onde as heroínas e vilãs têm aulas com personagens conhecidos como professores (Comissário Gordon, Gorila Grood) e temos Amanda Waller como diretora da escola.

Não temos apenas MENINAS na animação/escola outros personagens aparecem mas em menor escala como Flash, Lanterna Verde, Cyborg... e outros. (exceto Superman e Batman, apenas mencionados).


Os temas são sempre sobre valores, amizade e coisas assim...
Neste longa ( o assunto do post) diversos artefatos desaparecem das alunas (anel da Safira estrela, cinto enésimo da Mulher Gavião, Cristal da Supergirl... etc)

Todas desconfiam da aluna nova Grande Barda (que devido á falta de modos não causou uma impressão boa), tudo isso em meio a um concurso “Herói do Ano” onde o melhor aluno (a) será graduado se executar uma série de tarefas.

Eu particularmente gostei da animação, não é imbecilóide , tem histórias pra contar, a ação é no ponto certo. E gostei da ênfase dada em personagens NÃO TÃO conhecidas do público.

Destaque claro pra Abelha (Bumblebee dos Titãs) que aqui é a melhor amiga da Mulher Maravilha e Supergirl (as aparentes protagonistas.)
Interessante falar disso porque nessa época babaca onde se forçam personagens que inexistem, trocam etnias e outras coisas mais.

Nessa animação a personagem (que sempre existiu do mesmo jeito nos quadrinhos) mostra sua força sem roubar o show de ninguém, tendo luz própria.

Assisti com o irmãozinho da minha esposa (menino tem 5 anos) e ele gostou e ficou me enchendo de perguntas...


Ah antes que eu me esqueça: aqui temos a introdução de três grandes personagens da DC.
Eclipso (Jean Loring), Opala Negra e Princesa Ametista!!

Até então inéditos em desenhos animados. Isso que me conquistou, isso que fez com que o garotinho me perguntasse mais sobre eles...!!!

Eu lembro das HQs clássicas da Ametista  e sabia que um dia se eles voltassem seria em grande estilo. (lembra até a animação da She-Ra)
Enfim. Gosto é gosto, e temos muitos públicos para serem atingidos pelas diversas animações, jogos, quadrinhos.

É interessante quando se tem uma preocupação sadia (e GENUÍNA) com seus públicos. Sem fazer mudanças cretinas e imbecis forçando autores a saírem de seus títulos. Fazendo com que as histórias fiquem apenas mornas.
Se pararmos pra pensar no áudio visual, sempre perseveram as ideias boas e os heróis originais.

Nunca numa animação você verá algo do tipo “Hey uma Skrull azul será a nova Batgirl!”
Não é á toa que tem certas HQs que ninguém liga mais, ninguém compra mais.
É interessante a discussão sadia, mas nos ambientes corretos.

Ninguém precisa que esfreguem os problemas do mundo numa revista para um garoto de 13, 15 anos.

Ninguém quer comprar um quadrinho do Hyperion e quando abre a revista tem um Espectro (do gibi do Rom) usando a roupa do personagem.

Peter Parker é Homem Aranha, Homem de Ferro é o Tony. Simples assim.


Mas voltando: a animação vale uma conferida sim. Desculpem o desabafo.