Produtora de filmes pornôs quer processar a Marvel


No mês passado, a Marvel anunciou orgulhosamente que a próxima personagem que usaria armadura icônica do Homem de Ferro seria uma garota negra de 15 anos, estudante de engenharia do MIT, chamada de Riri Williams. A série mensal do Latinha, escrita pelo veterano Brian Michael Bendis, explicou a origem da personagem que através do usa de uma engenharia reversa conseguiu construir uma versão mais antiga da armadura de Tony Stark em seu quarto do dormitório. Através desse ato, ela se tornou pupila de Tony para sertornar a nova "HOMEM DE FERRO".

Não é a primeira vez que uma mulher assumiu o manto de um super-herói tradicionalmente masculino (hey, temos Jane Foster ), só que a Marvel deu um passo a frente para ela ter sua própria identidade de heroína: IRONHEART

Em entrevista à Wired, Bendis explicou que ele e Joe Quesada, editor chefe da Marvel, decidiram dar um nome para nova heroína. Primeiro pensaram em IRONMAIDEN, mas seria uma dor de cabeça danada ter o nome de uma banda tão famosa. Só que os dois bateram o martelo pelo nome de IRONHEART. 



"Primeiro, Tony vestiu a armadura para salvar seu coração. Riri vai colocá-lo por razões diferentes, mas ainda relacionados com o coração", explicou Bendis. "Quando as pessoas lerem a sua história, vão se surpreender com o quão simples e brilhante foi esse nome dado pelo Joe Quesada."


Só que agora tudo começa a dar uma degringolada... Já que existia uma super-heroína com esse nome em uma paródia pornô japonesa do Homem de Ferro de 2014, produzida pela empresa especializada em vídeos eróticos de super-heróis intitulada Giga. Agora, a produtora pretende processar a Marvel pelo uso do nome Iron Heart. Já que empresa alega que o filme pornô é na verdade uma adaptação de um hentai (mangá erótico) e por esse motivo tem direitos sobre o nome, pois a personagem da Marvel tem uma historia similar a dela, sem falar no visual.

A resposta de Marvel foi uma nota de constrangimento, afinal a ideia do nome foi de Joe Quesada, entretanto a assessoria jurídica da Disney afirmou que como o filme é uma paródia do Homem de Ferro, o processo se torna inviável, já que empresa está usando por base personagens pertencentes a Disney.

Mais detalhes sobre a escolha do nome na matéria de Edgard Sousa - confira aqui. 

fonte | Fusion