POR TRÁS DOS QUADRINHOS: Batman Pós Crise nas Infinitas Terras (Frank Miller)


Batman Pós Crise nas Infinitas Terras (Frank Miller)
Batman sem duvida nenhuma é um dos melhores personagens dos quadrinhos, tendo historias e personagens bem marcantes, com uma grande profundidade, onde vários esteriótipos e arquétipos fazem parte deste universo gigantesco que é o Universo do Morcego. Quero deixar bem claro que eu sou um grande fã do Batman!
Mas mesmo ele também não escapou do esgotamento que os personagens da DC Comics estavam passando antes de 1985. Já o próprio universo do herói não estava mais acompanhando as mudanças que a sociedade e o mundo vinha sofrendo. Se fazia necessário uma rápida e urgente revitalização do herói.
Após a crise nas infinitas terras o terreno ficou livre para que o personagem fosse atualizado e revitalizado. Para tanto foi chamado o grande Frank Miller.
Para quem não conhece, Frank Miller é um autor e desenhista de histórias em quadrinhos norte-americano. Em suas obras, utiliza linguagem sombria com desenhos marcados por alto-contraste que faz lembrar os filmes noir. Uma de suas marcas registradas foi a mega obra elogiadíssima Cavaleiros da Trevas (1986), onde temos um Batman cinquentão que volta a ativa numa Gothan do futuro violenta e distópica, onde gangues ultra violentas agem com mafiosos e terroristas. Neste mundo, Batman age com uma violência sem precedentes. Outra obra marcante de Miller foi o Demolidor que foi revitalizado por ele, fazendo o personagem ser um mega sucesso.
Miller escreveu a mini serie "Batman Ano Um", onde ele pegou todo o universo do Batman e mudou o tom, fazendo ser mais sombria. Ele mudou vários aspectos do passado do Batman, onde nessa nova versão ele não foi mais criado por Phillip Wayne e sim por Alfred que passa a ser o Tutor dele. Além do fato dos pais terem sido assassinados em sua frente após saírem de um cinema e do morcego entrar pela janela, um novo fato foi colocado para inspirar Bruce a se tornar Batman, que quando era criança ele caiu em um buraco nos jardins da Mansão Wayne e se assustou com centenas de morcegos que voaram assustados por sua presença. Juntando isso aos outros fatos, Bruce Wayne vestiu o manto do Batman, com o intento de causar pavor nos bandidos. Sob juramento, de jamais matar um homem, usando-se apenas de seu intelecto, perícia investigativa e físico preparado para levar os criminosos às autoridades.
Outra mudança, foi em relação ao passado de Jason Todd que agora era órfão de um ladrão insignificante, que tentou roubar os pneus do Batmóvel.
Nesta historia, temos o primeiro ano de atividade de Batman, ainda se adaptando a cidade extremamente violenta. No inicio ele sendo visto como mais um dos bandidos loucos que vivem em Gothan e a relação que vai se iniciando com o Gordon, que tinha acabado de chegar em Gotham junto de sua família. E o processo que ele vai desenvolvendo para junto do Batman limpar a cidade.
Apos esta serie o próprio universo do morcego foi redefinido ficando muito mais violento e sombrio, mesclando historias muito mais densas e de teor complexo.
Tivemos Morte em Família (escrita por Jim Starlin), onde Jason Todd (segundo Robin) e morto violentamente pelo Coringa, após ser espancado e deixado para morrer com uma bomba. Batman não consegue chegar a tempo. Jason Todd morreu por causa da baixa popularidade e porque os fãs do morcego queriam que as historias do Batman seguissem o rumo que Frank Miller tinha dado para o herói.
Apos este evento, um novo Robin foi eleito, o Tim Drake, que foi um dos Robins mais conceituados da Época, só ficando atras do próprio Dick e do atual Damain. Este novo Robin marcou o fim da antiga rouba do Robin, para uma novo tipo, com calças e uma capa preta com fundo amarelo.
Apos os eventos morte em família, tivemos A Queda do Morcego, onde encontramos um Batman exausto lutando contra um inimigo conhecido como Bane, que o levou a exaustão até incapacita-lo quebrando-lhe a espinha. Batman neste período foi subsistido por Azrael, que veste um novo manto, com o tempo ele fica muito violento e incontrolável, forçando Robin Asa Noturna a se unirem contra ele e um Novo Batman Recuperado voltar e conseguir parar o Azrael.
Logo após contagio, houve um violento Terremoto em Gotham arrasando a cidade, forçando a Batman não depender mais de tecnologia, e se conectando a um lado mais interior dele. Logo após começa o arco Terra de Ninguém, onde Batman tem que enfrentar uma reconstrução de uma cidade, onde não há lei e que ele tem que agir com mais violência.
Após 2000 existiram inúmeras outras sagas do Batman, mas que estavam ligadas diretamente as mudanças iniciadas por Frank Miller que foram
-Silencio

- Crise infinita
-Batman: Descanse em Paz
-Zur-en-Arrh
-Asilo Arkham (Batman: Descanse em Paz)
-O Ultimo voo do Morcego
-Epílogo (Batman: Descanse em Paz/Crise Final)
-Batman "Morre"
-Batalha pelo Capuz (2010)
-Batman R.I.P
-Crise Final

Mesmo as atuais publicações do Batman, trazem o tom que Miller impregnou em suas publicações.
Contribuição do amigo Marcello Paulino do Diário de Bordo

CONVITE!
Se você aprecia este tipo de postagem, lhe convido a se juntar ao nosso GRUPO no facebook que é dedicado a compartilhar curiosidades e imagens do passado antigo ou mesmo mais recente, desde que sejam curiosas e que nos tragam boas memórias.
JUNTE-SE A NÓS: MEMÓRIA NERD