O preconceito racial será abordado na série do LUKE CAGE


Jeph Loeb, chefe da divisão de TV da Marvel e produtor de Luke Cage, conversou com o Comic Book Resources sobre a possibilidade de abordarem a questão racial durante a série:

“Você não pode pretender fazer uma série do Luke Cage e não falar sobre como as coisas estão nesse momento. Não dá para não falar de racismo. Não é o principal tema da nossa série, mas se conseguirmos passar uma mensagem, ela seria: ‘ei, estamos todos vivendo no mesmo mundo, temos que dar um jeito nisso’. Não dá para apenas construir muros e divisões e ver se tudo se resolve desse jeito. Fizemos uma série que é muito divertida, cheia de ação, é tudo o que você espera de Luke Cage, mas a Marvel é melhor quando está fundada em noções e discursos realistas”.

Depois de um experimento sabotado lhe dar superforça e pele indestrutível, Luke Cage (Mike Colter), já introduzido na série Jessica Jones, torna-se um fugitivo tentando reconstruir sua vida no bairro de Harlem, em New York. Mas logo ele é arrastado para fora das sombras e tem que lutar uma batalha pelo coração de sua cidade, que o força a confrontar um passado que ele tinha tentado enterrar.

Luke Cage chegará ao serviço de streaming mundialmente no dia 30 de setembro. A primeira temporada contará com 13 episódios, sendo os dois primeiros dirigidos por Paul McGuigan (de Victor Frankenstein e da série Sherlock).