MEMÓRIA NERD: O SUPER HERÓI AMERICANO


Esta Memória NERD só vai lembrar quem tem mais de 35 anos. Isso por que sua última exibição na TV brasileira foi nos anos 80, pelo SBT (na época ainda era TVS). Não há quem seja dessa época e ouça o tema da série (Believe it or not interpretada por Joey Scarbury) e não viaje no tempo. E só por curiosidade registre-se que o canal SBT iniciou suas atividades em 1981 com o nome: TVS, e já em 1982, um dos seus seriados de maior audiência era: O Super-Herói Americano, apresentado uma vez por semana, em horário-nobre. A série revezava o horário com Show da Lucy, Esquadrão Classe A, O Homem que Veio do Céu e Tarzan.
Já naquela época, devido a guerra de audiência, o SBT exibia episódios da A Pantera Cor-de-Rosa antes dessas séries iniciarem, a fim de sincronizar a programação a partir do final da novela da Rede Globo. Quando a novela acabava, o episódio da Pantera que estivesse no ar era simplesmente interrompido, sem que seu desfecho fosse exibido.

Depois de 1982, a série deixou a grade de programação e só retornou em 1986, desta vez pela manhã, logo após as séries: Capitão Marvel (Shazam!) e O Elo Perdido. Agora o público eram as crianças, mas também deu bons resultados e manteve a audiência em destaque. Depois de 1986 não retornou a TV brasileira.


Sinopse: Na história temos o professor Ralph Hinkley, que durante uma excursão com seus alunos, é abduzido por aliens junto do agente Bill Maxwell, do FBI. Os extraterrestres pretendiam ajudar nosso planeta e, para isso, deram de presente a Hinkley um uniforme com super-poderes para que ele estivesse apto a salvar a Terra sempre que necessário. Porém, o nosso “herói” perde o manual de instruções e a partir daí precisa aprender a se virar com o uniforme na base das tentativas e erros (e haja erros!). Ralph não consegue voar direito e acaba sempre derrubando uma parede ou caindo de cara no chão. Tudo fica muito atrapalhado quando ele veste seu super uniforme. O que dá ao agente Bill Maxwell muito trabalho para fazer com que seu amigo fantasiado não se meta em encrencas, maiores do que já tem.
ASSISTA nosso vídeo (e se inscreva em nosso canal!):


Em 2009 surgiu uma Web série, produzida pela Stay Tuned TV e pela Who! Productions que tentou reviver a franquia, infelizmente seus seis (6) episódios não conseguiram a comoção esperada e mais uma vez o sonho não aconteceu. Confira nos links abaixo:



Desde o ano de 2014 surgiram fortes rumores de que a cultuada série iria virar filme. O autor destes boatos seria o próprio criador da série, Stephen J. Cannell.
"Escrevemos um roteiro e contratamos um diretor", assumiu, durante um evento de aniversário de 75 anos da fundação do sindicato de atores hollywoodianos (Screen Actor's Guild). Cannell só não entregou o nome do diretor. No evento Stephen J. Cannell estava acompanhado dos atores William Katt, Robert Culp e da atriz Connie Sellecca, entre outros - que certamente farão participações especiais no filme. "Mais do que pontas [dos rostos conhecidos do seriado], podem esperar papéis importantes no filme", prometeu o falante criador da série. Willian Katt adiantou-se: "Dei uma olhada no roteiro, é absolutamente encantador. Sei que todo mundo vai adorar. Estamos pegando de onde tudo parou, e sei que há um grande público que pode ser receptivo a isso". Bem, isto foi em 2014, já estamos em 2016 e ainda nem sinal de fumaça.

CURIOSIDADES:

Elenco principal:  Willian Katt (Ralph Hinckley/Super Herói Americano), Robert Culp (William “Bill” Maxwell), Connie Selleca (Pamela Davidson), Brandon Williams (Kevin)
A Dublagem no Brasil ficou por conta da Maga/SP e teve as vozes de: Marcelo Gastaldi (Ralph Hinckley/Super-Herói Americano), Antônio Moreno (Bill Maxwell) e Márcia Gomes (Pam Davidson)
Estreou nos Estados unidos pela Rede ABC no dia 18 de março de 1981.
O episódio-piloto chegou a ser comercializado em VHS como um filme longa-metragem.
A 1ª Temporada da série teve apenas oito episódios.
Em 1986, o elenco principal se reuniu para um novo filme piloto pela NBC. A série ia ser chamada "The Greatest American Heroine", Infelizmente o resultado final não agradou a emissora que optou por reeditar a produção e incorporá-la ao contexto da obra como sendo o capítulo final definitivo da série. A Sinopse deste episódio é a seguinte:
Vários anos depois do episódio final, a identidade secreta de Ralph foi finalmente revelada ao público, tornando-o uma celebridade. Isso irrita os alienígenas que haviam lhe dado a roupa que agora exigem que ele encontre um novo herói para vestir o traje e usar seus poderes para lutar contra o mal. Assim que a transferência for feita, eles explicam, toda a memória das façanhas de Ralph serão apagadas da memória do mundo e lembradas apenas por Ralph, Pam e Bill.
Bill começa a procurar pessoas com as qualidades de um herói, mas Ralph encontra uma jovem chamada Holly Hathaway (Mary Ellen Stuart), uma professora de escola primária que passa as horas de folga à procura de gatinhos perdidos. Bill, Pam, e Ralph se encontram no deserto, onde Ralph conta a Bill sobre Holly. Ele reage visivelmente irritado por seu novo parceiro ser uma "saia". Logo Holly chega voando vestindo uma nova versão do roupa feita para ela, e então ela promete ajudar Bill. O trio original se despede num clima emocionante até que Holly quebra o clima quando ela acidentalmente arranca a porta do sedan de Bill.
O resto do episódio lida com ela aprendendo a usar a roupa com a orientação de Bill Maxwell, e a dupla tentando desenvolver uma relação de trabalho. O episódio termina com Holly falando com sua filha adotiva sobre Bill, dizendo que ele é uma boa pessoa; Bill, ouvindo o que ela diz sobre ele, fala em um gravador que ele usa "diário" para sugerir que talvez ela seja a pessoa certa para vestir a roupa depois de tudo.
Curioso? Assista aqui e tire suas próprias conclusões:



Pra encerrar esse post enorme, uma última curiosidade:
A bela canção de Joey Scarbury, chamada “Believe or Not”, de 1981, tema da série... 
A tradução do refrão fica assim:
“Acredite ou não,
Estou andando no ar.
Nunca pensei que eu pudesse ser tão livre.
Voando para longe do jeito que dá.
Quem poderia ser?
Acredite ou não, sou apenas eu”

Episódio piloto (legendado):


GOSTOU? Não esqueça de comentar!